Cursos mais procurados do Pronatec

pronatec-1

Para quem está procurando por uma boa colocação no mercado de trabalho, Ter uma especialização, ou um curso de nível técnico pode ser o diferencial entre um emprego com salário justo, e reconhecimento, e um emprego com um salário inferior.

O mercado de trabalho brasileiro tem buscado cada vez mais por funcionários capacitados, sendo que um empregado com uma especialização chega a ganhar até o dobro de um funcionário sem capacitação na mesma função. Tendo em vista esta demanda corrente no país, o governo federal tem investido cada vez mais em programas de educação e capacitação. Sendo que um dos carros chefes da atual administração é o Pronatec (Programa Nacional de Acesso a Educação Tecnológica e emprego).

Conheça os cursos mais procurados do Pronatec

Para quem está procurando um curso de qualidade, e está em dúvida sobre qual escolher, o Pronatec oferece ao todo mais de 600 curso profissionalizantes, chamados também de cursos de curta duração, onde o total de carga horária se compreende em menos de dois anos. Além destes cursos profissionalizantes ou de especialização, são mais de 220 cursos técnicos oferecidos pelo programa.

Entre estes cursos, os mais procurados são:

  • Técnico em Logística
  • Técnico em Administração
  • Técnico em Segurança do Trabalho
  • Técnico em Meio Ambiente
  • Técnico em Química.

Estes cursos concentram mais da metade da procura por todos os cursos disponíveis, sendo que os critérios de seleção para os mesmos são mais rigorosos, levando em consideração a oferta e procura, porém existem diversos outros cursos disponíveis, que podem ser encontrados em diversas instituições de ensino. Para encontrar os cursos disponíveis na sua cidade, basta acessar ao site www.pronatec.mec.gov.br e acessar o catálogo de cursos e instituições.Pronatec

Como se inscrever em um curso do Pronatec

Diferente de outros programas de ensino patrocinados pelo governo, o Pronatec não conta com um sistema unificado de inscrição, sendo que o candidato deve procurar diretamente a instituição que oferece o curso e se informar sobre a distribuição de vagas e os critérios para cadastro de candidatos.

Assim como as inscrições são descentralizadas, a matricula também é feita de maneira independente, sendo que cada escola solicita os documentos necessários e envia-os diretamente para o órgão responsável pelas bolsas de ensino.

Vale lembrar que parte das bolsas é destinada exclusivamente a alunos que tenham saído de instituições de ensino médio público, ou privado na condição de bolsista integral. Esta reserva de vagas ocorre por causa da lei de cotas, e tem como principal objetivo garantir uma melhor distribuição de renda no país.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

>
Siga nos no Facebook